A alergia pode mudar ao longo do tempo?

A alergia é uma das ocorrências que mais causam preocupações hoje em dia, especialmente pela gravidade que pode representar. Além de prejudicar a saúde como um todo, a condição exige cuidado redobrado e investimento em alternativas de controle. Mas, muito se pergunta: as alergias acompanham o indivíduo por toda a vida? Elas podem deixar de existir? Ou a alergia pode mudar ao longo do tempo? A resposta para essas perguntas está em estudos muito sobre o comportamento do organismo, em especial de como o sistema imunológico se comporta e pode ser influenciado e modificado por fatores internos e externos (meio ambiente).

Neste artigo, saiba mais sobre as alergias e as mudanças que sofrem junto ao nosso corpo. Acompanhe.

O que é alergia?

A alergia é uma manifestação do organismo causada pelo contato com determinada substância, considerada como um alérgeno. Na prática, o que acontece é que essa substância sofre uma espécie de rejeição junto ao sistema imunológico, ocasionando reações adversas exageradas, o que chamamos de hipersensibilidade, uma verdadeira desregulação do sistema imunológico.

A alergia pode ter diferentes características e intensidades, que variam de pessoa para pessoa e a depender de outros fatores, como a natureza do alérgeno. Os sintomas incluem vermelhidão e coceira na pele, inchaço, secreções nos olhos, no nariz e na boca, enjoos, vômitos, diarreia, tosse, cansaço e até a insuficiência respiratória.

Quando as alergias surgem?

O surgimento da alergia está diretamente relacionado à sensibilidade identificada no organismo a partir do contato com a substância agressora – podendo ou não ser uma condição definitiva do corpo. Ela surge, geralmente, em um momento no qual o organismo se encontra mais debilitado e suscetível a ações desses fatores externos do ambiente.

Não há um padrão que determine em que momento da vida uma reação alérgica vai se manifestar, ainda que o mais comum seja que ela surja logo depois dos primeiros contatos com o alérgeno. O corpo pode sofrer alterações ao longo do tempo, modificando, também, o sistema imunológico e a forma de reação junto aos agressores.

A alergia pode mudar ao longo do tempo?

A maior parte das alergias é descoberta ainda nos primeiros anos (ou meses) de vida, quando ocorrem os primeiros contatos do indivíduo com os alérgenos (medicamento, alimento, inalantes, etc.). Esse é o momento em que o organismo está em desenvolvimento e ainda apresenta debilidades. A partir desse contexto, são possíveis três diferentes comportamentos.

O primeiro deles envolve a maturação do sistema imunológico, que está se desenvolvendo e se tornando mais resistente, mais apto a processar as interações com o ambiente. Muitas das alergias acabam, então, sendo superadas, deixando o indivíduo apto ao consumo/utilização do até então alérgeno. Um exemplo claro dessa situação é a alergia as proteínas do leite percebida nos bebês – que, muitas vezes, aos poucos, vai desaparecendo.

No segundo comportamento, identifica-se uma progressão dos sintomas com o passar do tempo, ou seja, há uma evolução da alergia junto ao organismo. Ela passa a se desencadear de forma mais severa, apresentando ainda mais riscos à saúde.

Por fim, o terceiro comportamento se caracteriza como uma alergia padrão, e resulta de uma estabilidade dessa junto ao organismo. Ou seja, ela permanece presente, sem regressão ou evolução, tornando-se uma doença crônica, mas controlável.

Como identificar se a sua alergia pode mudar ao longo do tempo?

O mais importante é ser devidamente acompanhado pelo profissional alergologista, seguindo todos os passos do tratamento. Também é fundamental que o paciente conheça a respeito de sua doença. O comportamento dos sinais e sintomas e a frequência das crises vão dando uma ideia de como a doença vai evoluindo. Há testes específicos que podem mostrar as alterações ocorridas no corpo, que auxiliam a determinar em qual das situações acima você se enquadra.

Portanto, para saber se a sua alergia pode mudar, procure um médico alergologista. Esse profissional irá analisar seu caso e solicitar a investigação através de testes e exames de sangue de forma eficiente e responsável, a fim de emitir um diagnóstico preciso de sua condição.

As alergias precisam receber atenção para que não ofereçam riscos à saúde, afinal, podem ser muito perigosas. Busque entender o seu quadro e sempre investir em rotinas de cuidado: esse é um esforço que, com certeza, trará bons resultados.

E então, agora que você já sabe se a alergia pode mudar ao longo do tempo, que tal aprender mais sobre os testes cutâneos de alergia? Confira tudo no artigo que preparamos para você!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *