Os principais sintomas da alergia ao ovo

Você já ouviu falar da alergia ao ovo? Ela ocorre quando o sistema imunológico identifica as proteínas do ovo como um corpo estranho, desencadeando algum tipo de reação alérgica. O ovo é rico em proteínas, o que o faz importante para a alimentação e ser frequentemente recomendado por nutricionistas em dietas alimentares.

No entanto, ao mesmo tempo em que é rico em benefícios para o organismo, o ovo é o segundo maior causador de alergias alimentares (na infância), perdendo apenas para o leite de vaca.

Pensando nisso, conheça, a seguir, quais são os principais sintomas da alergia ao ovo, como fazer o diagnóstico e outras dicas sobre esse tipo de alergia. Acompanhe!

Sintomas da alergia ao ovo

Normalmente, os sintomas aparecem poucos minutos depois e, em alguns casos, podem demorar horas para se manifestar. Se você ingeriu o alimento e ficou com vermelhidão e coceira na pele, dor no estômago, náusea e vômitos, coriza, dificuldade para respirar, tosse seca e chiado ao respirar, pode fazer parte do grupo dos que têm alergia ao ovo.

A clara do ovo é a parte mais conhecida por conter as proteínas alergênicas, no entanto, a gema também pode gerar algum tipo de processo alérgico. No que diz respeito à clara, as proteínas relacionadas ao problema são Albumina, Ovalbumina, Ovomucoide, Ovotransferrina, Ovomucina e Lizoima. Já a gema possui lipovitelina e fosvitina.

Diagnóstico da alergia ao ovo: como fazer?

A suspeita parte da história do paciente apresentar sinais e sintomas de alergia (como lesões na pele com coceiras, vômitos, falta de ar, dor abdominal, etc.), após ingestão de ovo ou alimentos que o contém.

Mediante a história compatível podem ser feitos exames de laboratório (dosagem de IgE contra as proteínas do ovo) ou testes cutâneos (teste alérgico de pele – Prick test) que confirma a sensibilização as proteínas do ovo.

Tratamento da alergia ao ovo

O tratamento para quem tem alergia ao ovo é bastante simples, mas que requer atenção: basta excluir o alimento da dieta. Para isso, não se deve apenas deixar de comer o alimento propriamente dito, mas evitar produtos que sejam feitos à base de ovo, ou que o contenham, de alguma forma, em sua composição – por exemplo, produtos de panificação, salgados e empanados de lanchonete, nuggets, cremes, pudins, sorvetes, massas com ovos na composição, maionese, panquecas e waffles, entre outros.

Portanto, pessoas com esse tipo de alergia precisam estar atentas aos rótulos dos produtos para se certificar de que eles não possuem ovo.

Uma dica que vale, também, para crianças é um cuidado especial com vacinas, tendo em vista que muitas delas são feitas à base de ovo. Entre elas estão a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), a anti-influenza e o imunizante contra febre amarela. Elas poderão ser administradas apenas após evolução médica. Cada vacina tem uma peculiaridade e cabe ao seu alergologista, após analisar seu caso, emitir o parecer a respeito. 

Você ficou com alguma dúvida sobre os principais sintomas da alergia ao ovo? Deixe sua mensagem nos comentários. Até a próxima!

 

Compartilhe:

2 thoughts on “Os principais sintomas da alergia ao ovo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *