Vacina da gripe e alergia ao ovo: qual é a relação?

Com a chegada da estação mais fria do ano, é preciso se proteger de determinadas doenças que costumam se manifestar nessa época. Uma das mais comuns é a H1N1, que pode ser prevenida ao tomar a vacina da gripe. Apesar de esse ser o melhor método de proteção, muitas pessoas deixam de aplicá-lo por medo de reações adversas e outras questões particulares como a alergia ao ovo.

Mas, afinal, qual é a relação entre a vacina da gripe e essa alergia? Quem tem a alergia pode se vacinar? Descubra a seguir.

Qual é a relação entre a vacina da gripe e a alergia ao ovo?

As partículas de vírus presentes na vacina da gripe são cultivadas em fluídos de embriões de frango, por isso existe uma pequena quantidade de resíduos de ovoalbumina nela, um dos principais alérgenos do ovo.

No entanto, depois de diversos estudos ao longo dos anos, a quantidade dessa substância na vacina diminuiu consideravelmente, e os níveis de proteína do ovo são quase nulos.

Quem tem alergia ao ovo pode tomar a vacina da gripe?

As pessoas que estão classificadas nos grupos de risco, aquelas mais suscetíveis à doença e com maior probabilidade de sofrer complicações após a infecção, mesmo tendo alergia ao ovo, não só podem como devem tomar a vacina da gripe.

A vacina é ofertada pelo SUS para grupos de riscos.

Quem não se encaixa nesses perfis pode optar por se vacinar na rede privada, que geralmente oferece uma versão quadrivalente, para imunizar contra quatro vírus diferentes. De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunização, é aconselhado que todas as pessoas maiores de seis meses de idade sejam imunizadas com a vacina.

Até o início do ano passado, a vacina da gripe era contraindicada para as pessoas com alergia ao ovo, mas, como vimos, com os rápidos avanços da ciência, foi encontrada uma forma de reduzir substancialmente a quantidade utilizada na produção das doses. Sendo assim, a reação alérgica induzida pela vacina da gripe é considerada praticamente nula.

Com essas novas diretrizes, também não é mais necessário o teste cutâneo, tipo de exame que avalia a presença de alergias a alguns alérgenos, com a vacina da gripe em pessoas alérgicas ao ovo. No entanto, o procedimento ainda é indicado para pacientes com histórico de reações adversas à própria vacina, tanto da gripe quanto da febre amarela, entre outras que podem estar ligadas a componentes da imunização.

Por isso, vale ressaltar que os centros que administram qualquer tipo de vacina, incluindo a da gripe, têm medicamentos e equipamentos necessários para tratar qualquer possível reação alérgica ocorrida no momento de aplicação.

Reações comuns da vacina da gripe

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é possível contrair gripe por meio da vacina, pois ela é desenvolvida com vírus inativo, sendo 100% segura nesse quesito. No entanto, outras reações, como vermelhidão e dor no local podem ocorrer, assim como leves dores de cabeça, febre baixa, náuseas, tosse, irritação no olho e dores musculares. Ainda que aconteçam alguns desses sintomas, eles desaparecem em torno de dois ou três dias.

E então, tiramos sua dúvida sobre a relação existente entre a vacina da gripe e a alergia ao ovo? Se você quer saber mais sobre o tema, deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato conosco. Até a próxima!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *