Quando o exame de espirometria é indicado?

O exame de espirometria, também conhecido como exame de sopro, prova ventilatória ou prova da função pulmonar, é um teste simples para medir a quantidade e a velocidade de ar que um indivíduo é capaz de colocar para dentro e para fora de seus pulmões. O resultado desse exame é fundamental para diagnosticar diversas doenças e alergias respiratórias.

A seguir, saiba mais sobre esse tipo de exame e em quais situações ele é indicado. Acompanhe.

O que é e como é realizado o exame de espirometria?

Muito mais do que uma simples avaliação do pulmão, o teste de espirometria mensura a movimentação do ar por meio de fluxos e volumes pulmonares. A partir dele, são calculados alguns indicadores de como está funcionamento o órgão, entre os principais estão:

  • Capacidade vital

  • Volume soprado no primeiro segundo

  • Relação entre capacidade vital e volume soprado no primeiro segundo

  • Pico de fluxo expiratório

  • Pico de fluxo intermediário

Antes de iniciar a espirometria, o paciente deve ter altura e peso medidos, além de repousar em torno de 5 a 10 minutos.

O exame é realizado com o uso de um aparelho chamado espirômetro. O paciente coloca a boca em um tubo descartável, ligado ao equipamento do teste. Além da respiração normal, o médico solicita que o paciente sopre no tubo moderadamente e com muita força, repetidamente, para ter vários parâmetros e possibilidades de avaliação. Caso o resultado do exame demonstre alguma alteração, possivelmente outros exames complementares mais específicos serão solicitados pelo especialista.

A espirometria costuma ser um teste tranquilo e seguro e, por isso, muito raramente causa efeitos posteriores. O que pode acontecer é que o paciente se sinta um pouco tonto ou com falta de ar logo após passar pelo processo.

Entretanto, indivíduos que tenham sofrido infarto ou AVC até três meses antes devem informar sua condição ao médico para que sejam avaliadas eventuais contraindicações à realização do exame.

Quando e por que o exame de espirometria deve ser solicitado?

Como vimos, o exame de espirometria auxilia no diagnóstico de problemas respiratórios e, também, pode ser solicitado para acompanhar a evolução de doenças ou procedimentos pré-operatórios. No entanto, de modo geral, ele é recomendado para identificar problemas como:

  • DPOC

  • Bronquite

  • Asma

  • Enfisema pulmonar

  • Fibrose pulmonar

Portanto, os sintomas mais comuns que podem levar um médico a solicitar a realização do exame de espirometria são:

  • Tosse com ou sem produção de escarro

  • Falta de ar

  • Dificuldade respiratória que piora com exercício ou atividade física

  • Padrão de respiração anormal

  • Respiração temporariamente pausada

  • Dor no peito

  • Sensação de aperto no tórax

  • Respiração ofegante, que pioria em determinados cenários

Esse exame pode identificar doenças em estágio inicial, evitando que elas evoluam. Caso você identifique algum sintoma, procure um especialista para obter um diagnóstico correto e a prescrição do melhor tratamento.

Existe também a espirometria ocupacional, feita no local de trabalho. Essa especialidade verifica a saúde de trabalhadores que têm contato direto com poluentes e que, por esse motivo, podem desenvolver doenças ocupacionais.

Você já conhecia o exame de espirometria? Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato conosco. Até a próxima!

Compartilhe:

2 thoughts on “Quando o exame de espirometria é indicado?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *