Micose ou alergia na pele: saiba como diferenciar

É comum ouvir por aí as pessoas chamarem a alergia na pele de micose. Mas será que elas estão certas? Na verdade, não! As micoses são causadas por fungos, e não incluem enfermidades que são causadas por vírus, bactérias ou outras formas específicas.

Já a alergia na pele, que também é conhecida por dermatite de contato, é mais comum nos dias quentes e pode ocorrer por vários fatores, que dependem da sensibilidade do indivíduo e de sua exposição.

No entanto, você realmente sabe a diferença entre micose e alergia na pele? Nesse post, você vai identificar cada um desses problemas, conhecer os tratamentos existentes e saber as maneiras de se prevenir. Acompanhe. 

Quais as diferenças entre micose e alergia na pele?

A micose é caracterizada por uma macha branca ou vermelha, que parece com uma placa e, geralmente, aparece em pessoas que têm a pele oleosa ou úmida. A micose afeta, principalmente, as axilas, dedos das mãos e dos pés e virilhas.

A causa principal da doença é a proliferação de fungos que se instalam nessas partes do corpo e, com a umidade acumulada, se reproduzem. Como qualquer problema causado por fungos, a micose é contagiosa e contraí-la não é nada difícil, pois basta você usar um banheiro público, alicates não esterilizados, roupas de outras pessoas, sapatos ou andar descalço para estar exposto. 

Se você tem o couro cabeludo muito oleoso, existe o risco de desenvolver uma dermatite seborreica, popularmente conhecida como caspa, que afeta jovens e adultos.

Como se prevenir dos problemas?

Em relação à micose, a doença é mais comum durante o verão. A dica é garantir a higiene em locais como clubes, piscinas e praia. Outra dica importante é usar tecidos de algodão e não ficar muito tempo com a roupa de banho molhada. Evite, ainda, andar descalço e tome banho no chuveiro de casa após sair do mar e da piscina.

Além dessas dicas, você pode prevenir o problema tendo os seguintes cuidados:

  • Use luvas para mexer no jardim da sua casa;
  •  Faça as unhas no salão, mas com o seu próprio material;
  • Tenha sapatos mais ventilados e menos apertados;
  • Dê preferência às roupas íntimas de algodão, elas são melhores que as de tecido sintético.
  • Seque o corpo após o banho e não deixe resíduos de água, especialmente nas virilhas, nádegas, dedos dos pés e dobras das axilas.
  • Evite compartilhar roupas, pentes, luvas, sapatos, bonés e meias.
  • Ande com chinelo em locais como saunas e vestiários.

Para amenizar os sintomas de alergia na pele, você deve:

  • Hidratar a pele seca com cremes;
  • Tomar banho mais frio e menos demorado;
  • Usar óleo de amêndoas e vaselina;
  • Lavar o cabelo com shampoo anticaspa.

Como tratar a micose e a alergia na pele?

Para tratar a micose, você precisa procurar um médico dermatologista ou alergologista. Esses especialistas poderão definir o melhor tratamento para o seu caso. Dependendo do quadro do paciente, a micose é tratada com medicações locais, como loções, pomadas, cremes, talcos ou medicações orais.

O tratamento pode chegar a 60 dias, e não deve ser interrompido assim que acabarem os sintomas, pois há a possibilidade de o fungo causador do problema resistir nas camadas mais profundas da pele.

Uma das micoses mas frequentes, as de unha, são mais difíceis de tratar. Muitas vezes, o paciente leva mais de um ano cuidando da doença e, para ter êxito no tratamento, é necessário ser disciplinado.

Já o tratamento da alergia de pele dependerá da causa. Roupas, calçados, cosméticos, perfumes, loções e até plantas podem ser produzidos com materiais que causam essas reações. 

Para quem já tem alergia na pele, alguns fatores como frio intenso, ambiente seco, transpiração, calor, estresse emocional e poeira podem desencadear as crises alérgicas. Para tratar o problema, a dica é procurar um médico especialista no assunto.

Viu como há diferença entre micose e alergia na pele? Lembre-se que, ao surgirem os primeiros sintomas, você deve procurar um médico. Gostou do nosso conteúdo? Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário!

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *