5 dicas para quem tem intolerância ou alergia alimentar e come fora

Quem tem alguma intolerância ou alergia alimentar sabe como é complicado conviver em sociedade, principalmente na hora das refeições. Isso porque o controle de alimentação precisa ser intenso, para que depois não se sofra com as consequências.

O grande problema é que, muitas vezes, não são disponibilizadas as informações corretas dos ingredientes presentes em cada um dos pratos oferecidos nos restaurantes ou, até mesmo, na casa de amigos. Então, como conviver com a intolerância ou alergia alimentar? E como lidar com situações delicadas?

Confira, no post de hoje, algumas dicas para encarar a intolerância  ou alergia alimentar de forma mais tranquila, mesmo quando houver necessidade de realizar refeições fora de casa. Acompanhe!

1. Planeje-se

A palavra de ordem para quem tem intolerância ou alergia alimentar é o planejamento. Esqueça a história de decidir o destino para sua refeição em cima da hora. Intolerantes não podem trabalhar com incertezas.

Conheça previamente o lugar onde você irá, para que assim possa se organizar em relação ao cardápio oferecido e ao contato preliminar junto ao local.

Ainda, se for possível, busque sempre sugerir o local das refeições para seus convidados – e opte por aqueles que você conhece e tem confiança. Assim, você não terá nenhuma surpresa desagradável.

Outra dica, se o encontro for mais informal, é levar seu próprio lanche ou alimento preparado. Dessa forma, você não correrá riscos nem abrirá mão de seu convívio social.

2. Converse com o chef

Antes de chegar ao restaurante, é indicado entrar em contato com o local e informar suas restrições. Se você não conseguir fazer isso antecipadamente, assim que chegar ao ambiente, procure pelo chef. É importante explicar a ele que você tem intolerância alimentar e questionar sugestões de pratos livres do alimento em questão.

É bom deixar claro que qualquer traço desse alimento pode fazer diferença, por isso, você necessitará de indicações precisas. Caso o encontro seja na casa de algum familiar ou amigo, proceda da mesma forma. Converse com o responsável pela cozinha e conte com a colaboração dele para preparar algo adequado para você.

3. Seja precavido

Se você sofre de alguma intolerância ou alergia, já deve conhecer mais ou menos os alimentos que fazem parte de várias receitas. Por isso, uma dica é ser sempre precavido.

Suspeita de que o seu inimigo número um esteja em uma das variedades do cardápio? Nem arrisque em experimentá-la. Escolha aqueles pratos clássicos, e não os cheios de temperos, molhos diferentes ou visual desconhecido. Prefira optar pelo certo do que pelo duvidoso, afinal, você não quer passar mal por ter comido o que não deveria, não é mesmo?

4. Evite horários de muito movimento nos restaurantes para evitar reações de intolerância alimentar

A procura por um bom restaurante é fundamental para que você seja bem atendido e consiga fazer sua refeição tranquilamente. Entretanto, uma dica importante para garantir seu bem-estar é evitar ir ao local nos horários de muito pico.

Isso porque, com o restaurante lotado, a atenção do chef e dos garçons precisará ser dividia, e talvez você não consiga a garantia que precisa sobre a elaboração dos pratos. Com um ambiente mais tranquilo, os anfitriões terão mais tempo para se dedicar às suas necessidades.

5. Considere o tipo de serviço

Prefira sempre ir a locais que oferecem pratos à la carte, pois, nesse formato, você pode pedir atenção especial na preparação do seu pedido. Quando falamos em buffet, fast food ou self service, há um grande risco de diferentes pratos e ingredientes se misturarem – ocorrendo a “contaminação”.

Isso pode acontecer, inclusive, pelo compartilhamento de talheres ou via contato superficial. Fique de olho, pois se sua intolerância ou alergia alimentar for forte, qualquer resquício da substância alérgena pode causar efeitos no seu organismo.

Não há nenhum mistério quando se sofre de alguma intolerância alimentar: a grande questão é a atenção! Com um pouquinho de cuidado, você consegue conviver tranquilamente com esse inconveniente – principalmente sem deixar de participar de momentos de confraternização.

Gostou de nossas dicas para quem tem intolerância ou alergia alimentar e precisa comer fora de casa? Você tem alguma experiência sobre isso para compartilhar? Deixe sua mensagem nos comentários. Até a próxima!

Compartilhe:

One thought on “5 dicas para quem tem intolerância ou alergia alimentar e come fora”

  1. Excelentes dicas!
    Tenho alergia a chocolate e camarão, e já fiquei em apuros por comer salgado frito em uma casa de festas. Antes de comer, informei aos garçons sobre a alergia, perguntei se havia algum salgado a ser servido que tivesse camarão, sempre lembrando…. Afirmaram que não tinha nada de camarão, só que, fritaram os salgados em um óleo que já tinha sido frito camarão empanado e assim foi inevitável a reação alérgica. Após comer salgado, meus olhos começaram a pinicar, de imediato tomei o antialérgico que minimizou a reação. Depois desse dia, mantenho o cuidado, pergunto também sobre o óleo e mesmo só comendo qualquer salgado frito se não tiver nenhum tipo de salgado com camarão no cardápio, antes das festas passei a tomar o antialérgico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *