Qual a relação entre alergias e infecções?

Há mais de 100 anos surgiu a palavra alergia. Ela foi usada pela primeira vez em um artigo publicado por Clemens Von Pirquet, no German Medical Journal, um jornal da Alemanha, e definia uma resposta imunológica anormal e diferente das defesas contra infecções. No entanto, você sabe qual é a relação entre alergias e infecções?

No artigo de hoje, vamos falar sobre esse assunto que causa muitas dúvidas na maioria das pessoas. Quer ficar bem informado sobre o tema? Então, acompanhe a leitura do nosso post!

Como funciona o sistema imunológico?

Antes de você conhecer a relação entre alergias e infecções, é preciso saber o que é o sistema imunológico. Ele é formado por células cuja função é defender as outras células e os tecidos do corpo, e seu papel é diferenciar o que é nocivo ao corpo.

Por isso, esse sistema é formado por células que são conhecidas como anticorpos, mastócitos, macrófagos, pele e as membranas teciduais.

É importante ressaltar que os problemas de imunidade e de inflamação estão relacionados. A primeira é resposta do sistema imunológico à lesão e à infecção, para tentar reparar a área lesada e eliminar o agente que causou a agressão ao corpo.

O que significa resposta alérgica e resposta às infecções?

A experiência dos pacientes e a prática diária dos médicos mostram que a resposta alérgica e a resposta às infecções são parecidas no processo imune e, muitas vezes, difíceis de separar.

A ocorrência de infecções por vírus respiratórios e a sensibilização aos alérgenos é simultânea. Isso quer dizer que a alta exposição aos vírus que causa a alergia e as infecções respiratórias aumentam o risco de asma persistente.

Além disso, a infecção respiratória viral pode ativar e manter as condições alérgicas nas vias respiratórias.

Como é a relação entre alergias e infecções?

No primeiro ano de vida, os antibióticos utilizados para o tratamento de infecções podem causar, tempos depois, doenças como asma, dermatite atópica e rinite alérgica.

Os antibióticos administrados em pacientes alérgicos explicam a associação entre as alergias e a eficácia dos próprios medicamentos. Com isso, a recorrência de infecções é frequente nos pacientes que têm alergias.

Portanto, a clínica médica e as evidências constatadas em pesquisas científicas mostram que existe uma relação entre alergias e infecções ao ponto que é difícil separar causas e efeitos.

O que fica claro é que existe um efeito na resposta imunológica quando nos referimos a infecções, e, por isso, há uma sensibilização alérgica que tem como consequência rinites, asma alérgica, dermatite atópica e rino-sinusites.

Como reduzir as crises alérgicas e as infecções?

Então, você deve estar pensando: como fazer para reduzir as crises alérgicas e as infecções? O tratamento mais indicado para isso é a imunoterapia alérgeno-específica e o tratamento da susceptibilidade às infecções.

Os dois tratamentos reduzem de maneira simultânea e de forma significativa os episódios de inflamação, impedindo a evolução do ciclo patológico e da doença crônica. Os benefícios são grandes para os pacientes, e isso fica mais evidente quando eles são comparados a outros que utilizam somente antibióticos ou medicamentos sintomáticos.

Agora que você já sabe a relação entre alergias e infecções, fique atento aos antibióticos que seus filhos tomam, combinado? Preste atenção nos quadros alérgicos e infecciosos e, qualquer dúvida, procure um médico alergologista.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe nas suas redes sociais e deixe seus amigos bem informados sobre o assunto! Até a próxima!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *